Discurso de Sebastião Gomes Brito

Popularmente conhecido como Tião, Em cordel, por ocasião do encerramento do XL SIMPÓSIO FENANCEF 2018, realizado em 26/10/2018.

Realizado em Salvador / BA


 

 

 

 


XL SIMPÓSIO FENACEF

XL é tamanho de roupa

Maior do que o GG

Aqui, porém, algarismos

Romanos a entender

É 40, é quadragésimo

Aqui irá ao enésimo

Provará quem lá viver

E alguém, com infelicidade

Teve a audácia de falar

Que a tendência do Simpósio

Se encaminha pra acabar

Edgard, como traído

Brada e é correspondido

“Vai crescer, não acabar”

É isto aí, minha gente

É o quadragésimo evento

Mais um simpósio brilhante

Vivido a cada momento

O Iberostar Bahia

Com requinte e galhardia

Pra nosso contentamento

Dia 22 de outubro

Chega gente de montão

Inevitável o agito

E confusão, porque não?

Descer malas, ir pra o check-in

E se acomodar, enfim

Dá nisso e com razão

O primeiro a se assustar

O que aqui fala, o Tião

Imaginando a distância

Do quarto à recepção:

“Eu vou andar pra chuchu

Vou chegar em Aracaju

E no quarto não chego, não”

À noite, tudo beleza

Anfiteatro, balada

Mas, antes se abastecer

Para aguentar a parada

A refeição é de lei

O restaurante “Meu Rei”

Comida boa danada

Chega o dia 23

A solene abertura

A Orquestra Sinfônica Jovem

Que lindo! Beleza pura!

Nosso Coral Aquarela

Apresentação mais que bela

Correspondendo à altura

A entrada das bandeiras

O Hino Nacional

Orações, Padre e Pastor

A bênção celestial

A mesa aí já formada

Era o início da jornada

O sucesso dando sinal

Abertura oficial

Com o presidente Edgard

Nosso líder, comandante

Trabalhos a iniciar

Boas vindas como prefácio

Nosso Boni, o Bonifácio

Os presentes a saudar

Vânia, da Anipa, falou

Com muita propriedade

“Valorizar o que nos une

É mesmo prioridade

Carlos Felipe falou

Audi Caixa representou

Falou pouco, mas verdade

Nilson Moura da FENAG

FENACEF enalteceu

Aglutinar entidades

O destaque mereceu

O Cardoso, FENAE, enfim

Falou da luta sem fim

Como o Padre esclareceu

Falou Délvio da FUNCEF:

“O que se perdeu, esqueçamos”

Fez questão de destacar

E mostrar o que ganhamos

No momento apropriado

Isto a nós foi mostrado

Esperançosos olhamos

Falou o nosso Patrono

Com luz e simplicidade

Nosso querido Agnaldo

Saber e vitalidade

Com beijos agradecendo

E a galera se enchendo

De alegria e felicidade

E este que aqui fala

Se sentiu lisonjeado

Ser Presidente de Honra

O deixou encabulado

E como já é chorão

Chorou tamanha emoção

Por ser homenageado

E o nosso Presidente

Nosso querido Edgard

Saudando a todos presentes

Nossos nomes destacar

Para Agnaldo e Tião

Especial citação

Mais emoção a chegar

Depois da solenidade

Próxima etapa, refeição

O almoço no “Meu Rei”

Surpresa e animação

Meneses e a turma baiana

E a alegria que emana

Timbal e um bom sambão

Veio o Painel FUNCEF

Momento muito importante

Os diretores eleitos

E conselheiros, nesse instante

A FUNCEF situação

Nossa preocupação

E a ameaça constante

O que foi feito e a fazer

Sobre os desvios cometidos

Por empresários, governo

E colegas envolvidos?

Responsabilização

Cobrança e também prisão

E os valores devolvidos

E pra amenizar o impacto

Qual seria a solução?

O Délvio deu o recado

E ninguém se engane, não

A dilatação do prazo

Seria, então, por acaso

Uma boa, meu irmão?

Não sabemos a saída

E a esperança some

Esse dilema, esse drama

É conhecido e tem nome:

Otimismo desapega

Se correr o bicho pega,

Se ficar o bicho come

Mas, os nossos diretores

Não nos desanimam, não

Novo equacionamento

Descartado, a razão

Misto de um otimismo

Temperado com realismo

Fica como explicação

Momento Caixa Econômica

Motivo de reflexão

Sobre nosso Saúde Caixa

Tamanha animação

Se está tudo bem, não sei

Mas, o Diretor, Ronei

Falou com empolgação

Reclamar, agora, não

Não há motivo nenhum

Preservação dos direitos

Sem prejuízo algum

Guardar a lamentação

E choro, se houver razão,

Pra 2021

No momento com o Ronei

Uma surpresa legal

Edgard, entrevistando,

Se deu bem, sensacional

Sentimo-nos vendo TV

Como se estivesse a ver

O “Conversa com o Bial”

O momento FENACEF

Foi muito bom, que beleza!

Crescimento da entidade

Nos alegra, com certeza

Antes, quase desconhecida

Hoje bem reconhecida

Demonstra sua grandeza

Defesa nossa e da Caixa

Com diplomacia a brigar

FUNCEF, Saúde Caixa

Ameaças a enfrentar

Como lema, como fito

Cada passo como um grito:

Chega pra lá, CGPAR !!!

A FENACEF deu provas

De um grande avanço dado

Ouvindo o Consultor Lucas

Há algum tempo contratado

Consultor Parlamentar

FENACEF a avançar

Gesto a ser elogiado

O Cardoso da FENAE

Falou em lutar, lutar

Caixa 100% pública

Na sua fala a exaltar

Nilson Moura concordando

Mais convergências pregando

Caixa em primeiro lugar

Chega o esperado momento

Da FUNCEF Diretoria

Presidente Carlos Vieira

Otimismo e alegria

Novo equacionamento?

Nem pensar, neste momento

Nem agora e nenhum dia

Aí tudo fluía bem

Era só felicidade

Adeus equacionamento

Vem sustentabilidade

Os diretores nomeados

Foram dar os seus recados

Foi o fim da amenidade

Ademar prensou Werneck,

Conselheiro da Engepar:

“Atuando na FUNCEF,

Você está a ganhar

Diga o valor dos jetons

Imagino serem bons”

O Werneck nada a falar

Também foi alvo o Werneck

Do Meneses da Bahia

O Diretor, em apuros

E a plateia sorria

O Meneses quis saber

Se ele faz por merecer

O salário de hoje em dia

E o Renato Vilela

Que aqui não apareceu…

Foi por medo do Meneses

Ou o que aconteceu?

Preparada a batata quente

Escapou o dirigente

Ou será que se escondeu? …

Já que falei em Meneses

Um detalhe a ser lembrado:

Depois do primeiro dia

Com seu discurso cassado,

Falou pouco e bonito

Jeito simples e erudito

Pois Magno jogou pesado

Magno, apesar de momentos,

Agir como ditador

Ele, Liandra e equipe

Merecem nosso louvor

Trabalho com excelência

Com saber e competência

Dedicação e amor

E, por falar em Werneck

Quer ele mesmo mudar?

Lema, previsibilidade

E riscos minimizar

Será que ainda pretende

Aí a gente não entende,

Em outros FIPs aplicar?

Paulo, Diretor Jurídico

Pose, postura ao falar

Termos jurídicos bonitos

Esteve a nos mostrar

Digam com sinceridade,

Entenderam de verdade

Seu bonito linguajar?

Falaram nossos eleitos

Equilíbrio, evolução

Max, Délvio e Augusto

Otimismo na expressão

Norte Energia, esperança

Harmonia, fim da lambança

Equacionamento, não.

Neste ano superávit

Merece comemorar

Este equacionamento

Reduzir ou acabar

Ou, talvez, não por acaso,

A dilatação do prazo

O impacto minimizar

Nota triste no momento

Nossa participação

Na plenária pouca gente

Tremenda decepção

Muita gente ignorando

Ou não está nem ligando

Pra nossa situação?

Minha gente, a coisa é séria

E temos que estar presentes

Participando, ouvindo

Temos que ser conscientes

Prá não chorar no futuro

Com o bolso, vazio e puro

Sem esperança, descrentes

Falou o subsecretário

O Paulo da Previdência

Mais um momento mostramos

A falta de consciência

Motivo de aflição

Ameaças de montão

E a nossa displicência

Abra o olho, pessoal

Não deixe o bonde passar

Momentos como o Simpósio

Nós temos que aproveitar

Pois o leite derramado

Não vai ser remediado

Solução será chorar

Aproveito o momento

E uma sugestão pode ser:

Turno intenso de trabalho

E um outro para o lazer

Pode não ser a solução

Mas, tentar não custa, não

E ver o que vai acontecer

Vieram as proposições

Situação repetida

Pouca participação

A plenária reduzida

Propostas geram mudança

Alimentam a esperança

De presenças carecida

Os poucos gatos pingados

As propostas discutiram

Aprovadas ou rejeitadas

Outras, itens suprimiram

Vocês, colegas fujões,

Não sabemos as razões

Nem participaram ou ouviram

Deixemos isto pra lá

E vamos comemorar

Cada simpósio, sucesso

FENACEF a brilhar

Time de garra e brios

Enfrentando desafios

Liderança de Edgard

E um agradecimento

Eu quero aqui registrar

À equipe Onda Azul

A organizar e apoiar

Parabéns, Telma e seu time

Que só competência exprime

Todos nós a os abraçar

No ano que vem tem mais

E muitos outros virão

Cada ano mais sucesso

Mais festa, mais vibração

Vamos voltar para casa

Com o coração como brasa

Curtindo forte emoção

E nós, baianos, baianas

Somos gratos a vocês

Cada um e cada uma

Merece, por sua vez

Um abraço apertado

O nosso muito obrigado

Um abraço só, não, dois, três…

Levem os fluidos da Bahia

Aos chamados digam sim

Com a proteção de Iemanjá

E os mais orixás, enfim

Uma bênção especial

Divina, celestial

Do Nosso Senhor do Bonfim

Voltem sempre à Bahia

Não só pra o simpósio, não

Vocês serão recebidos

Com axé e coração

Tchau, minha gente, bye, bye!

E um beijo aqui vai

Deste amigo, Tião.

S.G.BRITO

22 a 26/10/2018